Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
Notícias e Avisos

INES realiza VIII Semana Pedagógica e Jornada de Iniciação Científica

  • Publicado: Segunda, 27 de Novembro de 2017, 17h22

O Departamento de Ensino Superior (Desu) do Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES) promoveu nos dias 23 e 24 de novembro a VIII Semana Pedagógica do INES. O evento contou com palestras, mesas redondas e 18 oficinas para o público inscrito, composto principalmente por estudantes de Ensino Superior e pesquisadores de diversas instituições. No dia anterior, 22, houve ainda a III Jornada de Iniciação Científica, voltada à divulgação de pesquisas e trabalhos acadêmicos na área da educação e surdez e a apresentação das atividades de iniciação científica desenvolvidas por alunos bolsistas do Programa de Iniciação Científica (PIC-INES).

O dia 23 foi reservado para palestras no auditório central do INES. Maura Corcini, doutora em educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e professora da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), fez a conferência de abertura, sobre saberes docentes e aprendizagem na educação contemporânea de alunos surdos. "Não se deve 'facilitar' para o aluno surdo. É preciso acreditar que ele quer e pode aprender, como qualquer outro aluno.  Ser professor é ter intenção no que se faz", disse.

Maura também destacou a importância do acesso à arte para formar um repertório que sirva como base para a criação de estratégias pedagógicas visuais para os alunos surdos. Ouros pontos que ela abordou na palestra foram a identidade surda dentro da diversidade e a escola bilíngue como ponto de partida fundamental para a aprendizagem. "Costumo dizer que os surdos não são contra a inclusão; eles querem, sim, é indicar qual tipo de inclusão eles apoiam, qual é melhor para eles", acrescentou.

Ao longo do dia, profissionais do INES se revezaram com convidados de outras instituições, como Gladis Perlin (UFSC), Nídia Sá e Erick Rommel (UFRJ), Jeanie Macedo e Lúcio Lugão (UFRRJ), entre outros, para ministrar palestras e mesas redondas sobre diversos temas pertinentes à educação de surdos. À tarde, o foco foi a participação da família na educação, enquanto questões sobre identidade e cultura surda, ensino bilíngue e o cotidiano escolar foram abordadas nas palestras do turno da noite. Já na sexta-feira, o público inscrito teve a oportunidade de participar de oficinas e minicursos que também foram ministrados ao longo do dia, nos três turnos.

Fim do conteúdo da página