Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Equipe gestora > Ensino Superior > Interculturalidade e Descolonização na Educação de Surdos
Início do conteúdo da página

Interculturalidade e Descolonização na Educação de Surdos

Publicado: Segunda, 03 de Dezembro de 2018, 21h58

Processo seletivo
(Turma 2019-2020)

Resultado Final

Plataforma de Inscrições
Edital de seleção em Língua Portuguesa
Edital de seleção em Libras

 

Projeto de curso e Ementário

Quadro de disciplinas

Docentes do curso

Cronograma de aulas

Dados do curso no e-Mec

Autorização do curso

Sobre o curso

O  curso de pós-graduação lato sensu "Interculturalidade e Descolonização na Educação de Surdos" pretende formar profissionais com uma reflexão além das atuais propostas para a educação de surdos no Brasil. Pós-graduação diferenciada com aulas ofertadas exclusivamente em Libras, tem como prioridade trazer as contribuições e reflexões acadêmicas de professores surdos e não-surdos do INES e de outras instituições parceiras. 

Compartilhamos alguns questionamentos que impulsionaram o surgimento do curso e instigam professores e futuros alunos como pontos de partida:

  • > Como e sob que aspectos e práticas cotidianas vem sendo ancorada a ideia de cultura e identidade surdas, propagada atualmente pelas organizações não-governamentais e movimentos sociais de pessoas surdas?
  • > Para além da questão linguística que se coloca, que outros aspectos aparecem como critérios de pertencimento à “comunidade de surdos”?
  • > Como as lutas discursivas que envolvem valores, estilos de vida e visões de mundo concorrentes vêm ganhando visibilidade e sendo reforçadas pelas lideranças desse movimento?
  • > Sob que aspectos podemos pensar que há, no caso brasileiro, descontinuidades nesse movimento?
  • > Como o governo, através do INES, vem atendendo às demandas dos surdos por políticas educacionais que incluam, em definitivo, a LIBRAS como a primeira língua da criança e do jovem surdo?
  • > De que modo as transformações que se impõem podem fazer emergir novas ressignificações da surdez, não só para os surdos propriamente, mas também para os ouvintes?
  • > Considerando a heterogeneidade como implícita nas relações sociais, de que modo podemos pensar uma prática pedagógica que efetivamente incorpore a diversidade cultural presente na sala de aula?

Nesse processo, a interculturalidade se apresenta como uma possibilidade de compreendermos a complexidade do processo educativo em diferentes dispositivos sociais como a escola, o trabalho, a religião, as etnias indígenas, os quilombolas, dentre outros.

Dessa forma, o Curso de Especialização "Interculturalidade e Descolonização na Educação de Surdos" procura explorar diferentes aspectos culturais, identitários e subjetivos da educação de surdos através do protagonismo surdo, considerando os aspectos teóricos acima destacados. Para atingir esse objetivo, pensamos a interculturalidade e a descolonização como conceitos-chave que devem ser entendidos não só pelo ponto de vista das práticas educativas dirigidas aos alunos surdos, como também serem refletidos criticamente na formação de docentes e tradutores/intérpretes de LIBRAS-Português.

Objetivos do curso

Promover uma formação com um protagonismo de professores surdos com valorização da LIBRAS como L1;

Ampliar a reflexão no campo da pedagogia que aponte para a relevância dos aspectos interculturais implicados na educação de Surdos;

Repensar conceitos como cultura, identidade, língua e transversalidade curricular a partir de uma perspectiva Surda;

Refletir conceitualmente sobre o aspecto colonizador que envolve a educação de surdos e repensar novas propostas a partir da interculturalidade;

Ressignificar a importância da preparação de tradutores/intérpretes de LIBRAS-Português, tomando por base o viés intercultural e suas implicações na prática desse profissional;

Formar profissionais para atuar dentro dessa abordagem e;

Fomentar a divulgação científica através da pesquisa e produção de artigos.

Público-alvo

O Curso de Pós-Graduação Lato Sensu “Interculturalidade e Descolonização na Educação de Surdos” destina-se a graduados em qualquer área de conhecimento e com domínio da Língua Brasileira de Sinais. Modalidade

 

O Curso é presencial e será realizado nas dependências físicas do Departamento de Ensino Superior do Instituto Nacional de Educação de Surdos, no bairro das Laranjeiras, no Rio de Janeiro.

 Duração

 O Curso tem duração de 400 horas, distribuídas em 18 meses.

Número de vagas

Serão oferecidas 30 vagas, sendo 50% das vagas garantidas para candidatos surdos e outras 50% para candidatos não surdos, ambos fluentes em LIBRAS.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página