Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Centro de Atendimento Alternativo Florescer

Publicado: Quinta, 22 de Outubro de 2015, 17h32

O Centro de Atendimento Alternativo Florescer – CAAF se constitui em um espaço de ensino e aprendizagem para alunos surdocegos e aqueles com deficiência múltipla[1]. Os alunos que ingressam neste programa apresentam um diagnóstico preliminar de surdez como a deficiência principal associada a outros comprometimentos de ordem física, sensorial, mental e de comportamento social.

A combinação desses fatores influencia o desenvolvimento das crianças, a forma como elas interagem com os diferentes ambientes e o modo como aprendem, sobretudo, no que se refere à comunicação. O desenvolvimento das habilidades comunicativas, nesses casos, se constitui tanto em um meio como em um fim no processo educativo e compreende o ensino de formas comunicativas próprias, ajustadas à capacidade perceptiva de cada um dos alunos. Para isso, temos como premissa básica a educação dessas crianças e jovens pautada nas reais necessidades desses alunos visando o desenvolvimento de suas potencialidades e aquisição de competências para atuar da melhor maneira possível no ambiente familiar, escolar e comunitário.

Entendemos, portanto, que ao proporcionarmos atividades pautadas em um currículo funcional e apoiadas nos recursos de comunicação alternativa, estaríamos contribuindo para minimizar o impacto de uma desvantagem acadêmica no desenvolvimento desses alunos.

Neste sentido, o CAAF tem como objetivo promover um ambiente de aprendizagem que favoreça o desenvolvimento das habilidades prioritárias que o aluno necessita para interagir nos ambientes de seu cotidiano com maior independência e propõe uma organização curricular pautada no desenvolvimento de competências e habilidades específicas nas áreas: Interação e Comunicação; Integração Sensorial; Ação e Movimento e Orientação e Mobilidade.


[1] Surdocegos – crianças e jovens que apresentam perdas parcial ou total dos dois canais sensoriais de distância (visão e audição), cuja combinação produz graves problemas de comunicação e em outros aspectos do desenvolvimento e de aprendizagem (McInnes,1997; Miles,1999; SEESP,2003; Amaral,2004; Gomes,2006)

Deficiência Múltipla – crianças e jovens que apresentam a surdez associada à acentuada limitação no domínio cognitivo e/ou no domínio motor e que podem ainda necessitar de cuidados de saúde (Orelove e Sobsey,1996; Miles e Riggio,1999; SEESP,2003; Amaral,2004; Gomes,2006).

Fim do conteúdo da página