Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Notícias e Avisos > INES celebra Semana do Meio Ambiente com plantio de árvore em extinção
Início do conteúdo da página
Notícias e Avisos

INES celebra Semana do Meio Ambiente com plantio de árvore em extinção

  • Publicado: Sexta, 03 de Junho de 2016, 13h14

Em parceria com o Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES), o projeto MudaMata, da escola EDEM, realizou na manhã do dia 2 de junho o plantio de uma muda de guapeba (Chrysophyllum imperiale, também conhecida como “Árvore do Imperador”), espécie em extinção, no jardim do instituto. O evento celebrou a Semana do Meio Ambiente, comemorada entre os dias 30 de maio e 5 de junho, e foi um ato simbólico pela defesa do patrimônio biológico da Mata Atlântica. Alunos do Colégio de Aplicação do INES acompanharam e até ajudaram no plantio, além de darem o sinal em língua brasileira de sinais (libras) à árvore.

A guapeba é uma árvore quase extinta, nativa da Mata Atlântica, cujo fruto era especialmente apreciado pelos imperadores Dom Pedro I e Dom Pedro II. A muda que foi plantada veio de uma das cinco sementes doadas para a escola EDEM por Eugênio Mello de Ipatinga, um conservacionista que luta pela recuperação da biodiversidade da Mata Atlântica. Hoje, há apenas 47 árvores adultas de guapeba no mundo. "Na época de Dom Pedro II, a árvore já era rara, então ele levou sementes para jardins botânicos de vários países", destacou o professor Tito Tortori, educador ambiental da Escola EDEM e responsável pelo projeto MudaMata.

A atividade também é parte do projeto "INESustentável", iniciado em 2016 por professores do Colégio de Aplicação do INES e que inclui diversas ações ambientais, como a separação do lixo da escola para reciclagem, a criação de uma horta orgânica e de um meliponário para produção de mel, além do plantio de mudas na encosta do INES. Desde o início do ano, já foram plantadas 16 árvores originárias da Mata Atlântica no local - entre elas, um pau brasil e um jatobá.

Fábio Rodrigues Pereira, professor de geografia do INES e um dos idealizadores do INESustentável, "A ideia foi uma parceria com a escola EDEM que tem propiciado uma experiência ímpar, já que juntamos alunos ouvintes e surdos para a atividade. E o INES tem uma relação histórica com o imperador, que ajudou na preservação da espécie enviando mudas para diversos jardins botânicos do mundo", afirmou

 

Tito Tortiori esteve no INES para fazer o plantio e explicou a importância da preservação da biodiversidade aos alunos. "Nós, cariocas, vivemos às margens da Mata Atlântica e ficamos tristes ao saber que sobrou apenas 7% da mata original. Mas esta é a boa notícia! Que bom que ainda temos 7%. A má notícia é que o que sobrou tem baixa diversidade; não há muitos tipos diferentes de vegetais", disse o professor, que também falou sobre o projeto Muda Mata: "Para a gente saber por que perdemos, precisamos conhecer. Com esse projeto, queremos não só recuperar mas apresentar essas espécies às pessoas, registrá-las em suas memórias afetivas".

O diretor geral do INES, Marcelo Cavalcanti, acompanhou o plantio da guapeba de perto e comemorou a parceria: "Ações como esta são fundamentais para despertar nos alunos a consciência ambiental e incentivá-los a conhecer e preservar a natureza. Além de estarem em contato com uma espécie ameaçada de extinção, neste caso, é também uma aula riquíssima de história. Esperamos que as próximas gerações possam acompanhar o crescimento desta e de outras árvores aqui no INES", acrescentou.

Fim do conteúdo da página