Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Participação da Comunidade Acadêmica
Início do conteúdo da página

Participação da Comunidade Acadêmica

Publicado: Segunda, 26 de Outubro de 2015, 13h07

Colegiado: A Portaria 95-B, de 28 de março de 2011, publicada no Boletim de Serviço nº 3 de 2011, estabeleceu as normas de funcionamento dos colegiados no âmbito do Departamento de Ensino Superior desta IES.

O Colegiado é a instância de deliberação de diferentes agentes da Educação Superior, docentes, discentes e técnico-administrativos, desenvolvido no âmbito do Departamento de Ensino Superior do DESU – INES.

1°. A ação do Colegiado do DESU compreenderá assuntos que envolvam as políticas de ensino, pesquisa e extensão, sempre em consonância com os princípios, finalidades e objetivos expressos na legislação vigente, no Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI do INES.

O Colegiado do DESU compõe-se de:

  • I – Diretor do DESU;
  • II – Um membro indicado pela Direção Geral;
  • III – Cinco docentes do Curso, eleitos pelos seus pares (três titulares e dois suplentes);
  • IV – Dois servidores técnico-administrativos lotados no DESU-INES, eleitos pelos pares (um titular e um suplente);
  • V – Dois alunos com matrícula regular e ativa no Curso, eleitos pelos seus pares (um titular e um suplente).

São atribuições do Colegiado do DESU:

  • I – Definir as políticas para o desenvolvimento do ensino, pesquisa e extensão no âmbito do DESU;
  • II – Definir as políticas e os programas de iniciação científica, de monitoria e outros;
  • III – Apresentar e deliberar sobre a criação de novos cursos de graduação e pós-graduação;
  • IV – Colaborar para a implantação do Projeto Pedagógico dos Cursos – incluindo a sua diretriz bilíngue – avaliando regularmente essa implantação e propondo mudanças consideradas necessárias;
  • V – Definir as formas de admissão e seleção para o Curso, bem como sobre o número de vagas iniciais;
  • VI – Deliberar e encaminhar indicações relativas à organização de estágios curriculares supervisionados, atividades extracurriculares e Trabalhos de Conclusão de Curso;
  • VII – Emitir parecer acerca de recursos interpostos por alunos;
  • VIII – Propor, aos órgãos superiores, o estabelecimento de cooperação técnica e científica com instituições afins, visando à qualificação do Curso, e subsidiar o processo de elaboração dos instrumentos dessa cooperação, como acordos e convênios;
  • IX – Avaliar a produção acadêmica dos Cursos, propondo as medidas julgadas necessárias para ampliá-la; qualificá-la; fazê-la vir a público no meio acadêmico;
  • X – Analisar, deliberar e encaminhar à Comissão Permanente de Pessoal Docente – CPPD, propostas de qualificação de docentes efetivos dos Cursos, bem como solicitações de licença e afastamento;
  • XI – Examinar questões didático-pedagógicas, administrativas ou disciplinares suscitadas pelos agentes da educação definidos neste dispositivo, encaminhando parecer à Direção do DESU-INES;
  • XII – Assessorar a Comissão Própria de Avaliação – CPA nos procedimentos relativos às avaliações previstas pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – ­SINAES.
  • XIII – Definir o número de vagas para docentes no DESU e encaminhar para a Direção Geral do INES.

Núcleo Docente Estruturante – NDE:

Em janeiro de 2011 foi constituído pelos professores efetivos do DESU o Núcleo Docente Estruturante – NDE, com a finalidade de contribuir com a reestruturação do Departamento no sentido de atender as necessidades pertinentes à Educação Superior (ensino / pesquisa / extensão).

Comissão Própria de Avaliação – CPA:

As Portarias 95 e 95-A, de 28 de março de 2011, respectivamente publicam a constituição da Comissão Própria de Avaliação – CPA do INES e o seu Regimento.

São finalidades da CPA-INES propor e conduzir os processos de avaliação interna da instituição, sugerir medidas que contemplem as necessidades apreendidas do processo de avaliação e sistematizar e prestar informações solicitadas pelo INEP, no âmbito do SINAES, observada a legislação pertinente.

A Comissão Própria de Avaliação – CPA –  do DESU- INES será constituída por:

  • I – 3 representantes do corpo docente;
  • II – 2 representante do corpo técnico-administrativo;
  • III – 3 representantes do corpo discente;
  • IV – 1 representante da sociedade civil.

São atribuições da Comissão Própria de Avaliação – CPA –  do DESU – INES:

  • I – Avaliar:

a) A missão e o plano de desenvolvimento institucional;

b) A política para o ensino de graduação e pós-graduação, a pesquisa e a extensão do DESU – INES;

c) A responsabilidade social da Instituição;

d) A infra-estrutura física, em especial a do ensino, pesquisa e biblioteca;

e) A comunicação com a sociedade;

f) A organização e gestão da Instituição;

g) O processo de auto-avaliação;

h) As políticas de atendimento ao estudante;

i) As políticas de pessoal.

  • II – Desenvolver estudos e análises, visando o fornecimento de subsídios para a fixação, aperfeiçoamento e modificação da política da avaliação institucional da Educação Superior do INES.
  • III – Propor projetos, programas e ações que levem a melhoria do processo de avaliação institucional.
  • IV – Prestar informações solicitadas pelo INEP e elaborar relatórios.

Nas reuniões da CPA é assegurada a atuação de profissional Intérprete de LIBRAS.

Centro Acadêmico Bilíngue de Pedagogia – CABIP:

O Centro Acadêmico Bilíngue de Pedagogia – CABIP é o órgão de representação estudantil do Curso Bilíngue de Pedagogia do INES/DESU. Foi fundado pelos estudantes do Curso no dia 26 de junho de 2009. São considerados associados do CABIP todos os alunos regularmente matriculados no referido Curso.

Seus objetivos são: reconhecer, estimular e levar adiante a luta dos estudantes representados em defesa de seus interesses. Luta pela ampliação da participação estudantil nos órgãos colegiados, organizar e orientar a luta dos estudantes, ao lado do povo, para a construção de uma sociedade livre e democrática; organizar a luta por uma faculdade crítica e democrática.

O CABIP funciona no edifício do DESU (andar térreo, Sala 11), em um espaço mobiliado e dotado de computador conectado à internet. O funcionamento, em geral, é no mesmo horário das aulas – das 12h30 às 22h00 – ou de acordo com a disponibilidade de horário dos alunos e membros da Diretoria. Acesse o blog do CABIP na internet: Centro Academico CABIP

 

Fim do conteúdo da página